Educadores da Terra – 23 e 24 de Setembro de 2017 – ESPECIAL PARA JOVENS MONITORES/RECREADORES DE SÃO LOURENÇO DA SERRA E REGIÃO

Você que é jovem e tem entre 18 e 25 anos​

Mora na região de São Lourenço da Serra

Já atua ou gostaria de atuar profissionalmente com monitoria, recreação, condução de grupos ao ar livre e educação com a natureza, não pode perder essa oportunidade!

 

 

 

Essa formação é GRATUITA para você, basta contribuir com 2kg de alimentos não perecíveis, e ainda pode gerar oportunidades de trabalho no Sítio Humanaterra e fazer a diferença no seu currículo!

Você acredita que um contato maior com a natureza poderia ampliar a qualidade das suas práticas educativas?

Gostaria de entender melhor como a natureza funciona e como utilizar isso para proporcionar um aprendizado mais integral e significativo para os seus grupos?

Quer fazer a sua parte para construir um modo de vida mais sustentável, um mundo melhor e gostaria de aprender maneiras de fazer isso que já estão dando certo há alguns bons anos?

Venha para o Educadores da Terra e agregue mais valor e sentido ao seu trabalho, ampliando a sua capacidade de promover conexão e aprendizado com a natureza e sentindo muito mais felicidade e realização com as suas ações! 

Nos  dias 23 e 24 de setembro, no Sítio Humanaterra, em São Lourenço da Serra – SP, 50km da capital, bem fácil de chegar pela Régis Bitencourt (de carro e com as caronas solidárias)

 

 

Participando dessa formação, você tem a chance de passar a trabalhar no time Humanaterra, atuando na recepção de escolas e grupos no Sítio Humanaterra, atividades que estão crescendo a cada ano e são uma excelente oportunidade de trabalho!

  Porque estamos oferecendo essa bolsa para jovens da região?

Porque acreditamos que os jovens representam a esperança do mundo que queremos ver! Com seu olhar crítico e seu espírito livre e a vontade de fazer acontecer, os jovens tem nas mãos as chances de promover grandes transformações em seu entorno. Queremos que aqueles que vejam sentido no trabalho com e em defesa da natureza e morem na região do Sítio Humanaterra possam participar cada vez mais das atividades. Também queremos ampliar as possibilidades de geração de trabalho e renda ligados a proteção da natureza para os jovens de nossa região.

 

 

 

É doloroso ver o que o ser humano conseguiu fazer com o planeta, não é? Construímos uma relação de uso e exploração e não de troca, como fazem todas as outras espécies de seres vivos, e isso afeta diretamente a nossa qualidade de vida e a própria continuidade da vida na Terra, não sabemos o que será de nossos netos e bisnetos, vivemos um momento extremamente tenso nesse sentido. Isso me dói demais e por causa dessa dor eu construí o meu trabalho de Educação para a Sustentabilidade

Outra coisa que me deixa perplexa é perceber que a natureza praticamente não é considerada como um ambiente pedagógico. Na minha cabeça, é mais que óbvio, que paisagismo, jardinagem, horta, deveriam ser atividades e espaços tão obrigatórios por lei nas escolas quanto são as quadras e bibliotecas. Como a gente pode resolver o nosso problema vital se as pessoas não aprendem como a natureza funciona e do que ela depende para continuar podendo nos ofertar o que nós dependemos dela? Como?

 

 Uma Educação feita com a Natureza é o que me move e é o que deu origem a todo o trabalho da Humanaterra!

 

 Em 2006 eu conheci o Bruno Helvécio, o melhor recreacionista que eu já vi na vida, e na época eu me sentia séria demais nas minhas atividades com as crianças, estava em busca justamente do lúdico. O Bruno divide comigo as angustias e vontades em relação ao mundo, a gente chora e sente raiva com a natureza e as pessoas sofrendo, principalmente se são crianças e jovens, ao mesmo tempo a gente não cansa de tentar achar um jeito de melhorar tudo isso.

 

 A gente se juntou assim em 2006 e tá junto até hoje nas dores e delícias desse caminho de fazer a Humanaterra ser e crescer!

 

Foto de Celso Cardoso, final de curso de Agrofloresta com Peter Webb no Sítio Humanaterra

 

 São 10 anos fazendo educação com a Natureza das mais diversas formas – em escolas, acampamentos, formação de professores, promovendo cursos e encontros no Sitio e cuidando sempre da nossa autoeducação também, porque não dar pra falar daquilo que a gente não conhece, não é?

O Sítio Humanaterra nos foi doado por uma grande parceira que apareceu assim, tipo fada madrinha mesmo na nossa vida, a Marysha. Ela assim como nós, quer ver o mundo melhor e acreditou que o nosso trabalho pode fazer uma diferença nessa luta.

O Sítio é a nossa principal fonte de aprendizado. Lá a gente aprende no dia-a-dia a cuidar das plantas, das águas, plantar e colher onde dominam as formigas, construir com material natural, se alimentar bem e cada vez mais do que terra pode dar, receber pessoas, facilitar a conexão delas com a natureza, acreditar que crianças conseguem ainda se divertir estando 5 dias sem nenhum eletrônico – e não é que conseguem mesmo?

Parece tudo lindo, não é? Mas nem sempre fácil, como tudo na vida, as dificuldades sempre se apresentam e tem momentos que a gente quase desanima, mas aquela vontade de ver o mundo melhor, de aprender a conviver intimamente com a natureza e poder compartilhar esse aprendizado com todo que queriam saber, fala muita mais alto no nosso coração.

 

A gente a gente não vai desistir, jamais!

Foto de Celso Cardoso durante Acampaterra Só Para Crianças no Sítio Humanaterra

 O Educadores da Terra nasceu em 2011, da vontade de compartilhar com mais educadores o que estávamos construindo em termos de metodologias de trabalho com a natureza, poder contar o que está dando certo e o que não deu certo, e ouvir também, trocar com gente que como a gente está querendo fazer o bem e com a natureza!

 

Venha aprender como promover a conexão com a natureza no dia-a-dia da sua prática educativa e sentir como isso pode te realizar, agregando mais valor, sentido e poder de transformação às suas ações como educador(a) e como pessoa!

 

A nossa metodologia tem se aperfeiçoado a cada ano, por meio de uma diversidade de situações, lugares e públicos diferentes que se apresentam para a gente aplicar e ver no que dá, o mais legal é que está dando certo! Tem feito sentido para as pessoas, tem ajudado professores dentro e fora da escola, tem mudando a vida de crianças e famílias, está valendo muito a pena!

 

Isso é mais um motivo que nos faz querer compartilhar! Bora viver isso tudo junto? Chega mais!

 

Vivenciar, aprender, discutir, ganhar força, união e celebrar!

 

Nesse encontro você vai:

  • Conhecer mais profundamente a Humanaterra e suas formas de atuar promovendo uma Educação para a Sustentabilidade

  • Conhecer mais profundamente o Sítio Humanaterra, todas as tecnologias sustentáveis e práticas ecológicas em funcionamento, todas as oficinas que são oferecidas aos visitantes de todas as idades e todos os espaços naturais e pedagógicos que utilizamos

  • Conhecer o nosso jeito de trabalhar aPermacultura e a Agroecologia aplicadas à Educação

  • Como perceber a natureza e facilitar a integração das pessoas (crianças, jovens e adultos) aos ciclos naturais

  • A Pedagogia da Paisagem na experiência Humanaterra

  • Ecologia Interior – trabalhar a natureza dentro de nós

  • Conhecer os fundamentos e a metodologia do nosso jeito de promover a Conexão e a Educação com a Natureza e para a Sustentabilidade

  • Entender as principais características de cada faixa etária (0 a 7, 7 a 14, 14 a 21) e a postura de honrar a criança e o jovem acima de tudo!

  • Aprender atividades simples que podem ser replicadas facilmente em outros espaços, com diversos públicos, e geram grandes resultados.

  • Aprender a adaptar uma atividade a diferentes públicos

E ainda:

  • Participar de oficinas nos temas agroecologia, bioconstrução, manejo ecológico de águas, brincadeiras e trilhas, do jeitinho e com as mesmas técnicas que fazemos no manejo e construção do sítio e com os grupos que recebemos

  • Conhecer todos os detalhes dos nossos bastidores: como preparar e cuidar dos materiais, como se preparar para receber um grupo, como fazer uma proposta para uma escola, etc

  • Saborear uma alimentação saudável e caseira especial da cozinha Humanaterra

  • Trocar experiências e aprendizados, fortalecendo a rede de educadores que buscam a conexão com a natureza no seu trabalho e estão construindo o mundo melhor que tanto queremos ver!

Facilitadores:

Amanda Frug

 
Ecóloga (Bacharel em Ecologia) formada na Unesp de Rio Claro, com formação em Terapia Corporal e Transpessoal no Instituto Rio Abierto (Brasil – Argentina), Facilitação de Processos no Programa Germinar e Art of Hosting e Gestão de Organizações da Sociedade Civil no FICAS. Começou sua atuação como Educadora, Produtora de Cursos e Coordenadora de Projetos em Educação para a Sustentabilidade, ainda no início da faculdade em 1998, tendo como foco principal a difusão da Permacultura e o desenvolvimento da Educação com a Natureza. Em 2008, junto com Bruno Helvécio (companheiro e parceiro de trabalho)​, deu início às atividades da Humanaterra. Em 2010 recebeu o reconhecimento do Prêmio Itaú – FIES na Categoria Educação Ambiental – Formação de Educadores, pelo Projeto Fonte Escola. Autora do livro Horta  Escolar – Uma Sala de Aula ao Ar Livre, lançado em 2011. Tornou-se Empreendedora Social fundando o Instituto Humanaterra em 2014, do qual é diretora. ​Ajuda por meio de atendimentos e aconselhamentos pessoas e grupos no desenvolvimento de seus projetos e objetivos de vida. ​Antes de tudo, uma sonhadora, apaixonada pelo ser humano, pela natureza e pela família, movida por uma vontade enorme de fazer acontecer uma sociedade mais humana e a favor da natureza!

Bruno Helvécio

Recreador, Educador, Permacultor e Jardineiro. Coordenador de Atividades Lúdicas na Toca da Raposa de 2000 a 2005; Coordenador de Atividades Lúdicas, Educação com a Natureza e Formação de Educadores em Hortas Escolares no Programa Fonte Escola – Sociedade Ecológica Amigos de Embu – SEAE de 2008 a 2011. Em 2008, junto com Amanda Frug (companheira e parceira de trabalho)​, deu início às atividades da Humanaterra. Em 2010 recebeu o reconhecimento do Prêmio Itaú – FIES na Categoria Educação Ambiental – Formação de Educadores, pelo Projeto Fonte Escola. É coautor do livro Horta  Escolar – Uma Sala de Aula ao Ar Livre, lançado em 2011. Consultor e instrutor em formações de equipe de monitores e educadores em programas de Educação Ambiental, nas especialidades Educação com a Natureza e Permacultura aplicada à Educação. Jardineiro-educador para crianças e criação do viveiro-escola no Instituto Eurofarma de 2011 a 2016; Consultor em permacultura escolar, jardineiro – educador e formação de professores na Associação Quintal Mágico, Fundación Mapfre e Instituto Olinto Mendes de Paula. Fundador do Instituto Humanaterra em 2014, do qual é diretor.

Veja a opinião de quem já participou:

 

“Mais um ótimo Curso da Humanaterra, onde foi possível compreender muito melhor o processo educativo… Que precisa ser gostoso, libertário, cuidadoso, afetivo.

A ambiência foi incrível e a infância resgatada nos educadores, por empatia ao ensino das crianças.

Pudemos entender as reconexões do ensino com e na Natureza, aplicando princípios e conceitos da agroecologia e Permacultura.”

Thadeu Hiroshi, 31 anos, Engenheiro Ambiental 

 

 

“… e foi aí que eu percebi e ao longo de todo o Educadores que a natureza na verdade já tem tudo, e ela traz a simplicidade para a gente, é só o olhar que muda, então é só a gente parar para olhar para ela e para dentro de nós, que tá tudo ali! A nossa infância, com a natureza, com a terra mesmo, nessa conexão. Para mim foi muito importante participar do Educadores da Terra, foi um pontapé de um olhar que eu estou ainda hoje desenvolvendo, ainda mais agora morando em uma chácara e como mãe de um pequeno, sempre com um olhar de educação. Foi para mim muito importante eu sinto que para ter esse olhar de que na verdade é tudo mais simples do que a gente imagina e aí trazer essa educação para a simplicidade da natureza.”

Kallu Whitaker, 29 anos, Arte-Educadora

 

“O Educadores da Terra foi uma experiência inesquecível. Nas partilhas e vivências aprendi o que é a educação ambiental voltada à transmutação em todas as esferas da vida.

Estar pela primeira vez na Humanaterra foi um despertar para o meu ser, que naquela época encontrava-se coberto por trabalhos, correrias do cotidiano metropolitano e por crenças de escassez, não sabendo por onde começar a se reajustar ao propósito maior. Então participar do curso foi como resgatar a criança interior, ser acolhida e olhada nos olhos, curada na alma, experienciar uma alegria sem tamanho por sentir que não estou só e que podemos fazer muito a cada dia para sermos a mudança no nosso lar, em nossa comunidade, em nosso meio ambiente, onde quer que estejamos…

Até hoje algumas fichas caem por conta de sementes de ideias que foram propagadas naquele ano. Aprendemos sobre atividades que podemos realizar como educadores, exercitamos a escuta empática, comemos os alimentos mais deliciosos que já provei em um curso, sonhamos, planejamos, realizamos e celebramos, colocamos a nossa criatividade a serviço das dinâmicas, fizemos trilhas, plantamos, ouvimos histórias, bioconstruímos, dançamos, cantamos, fizemos muita arte e descobrimos talentos que estavam adormecidos, porque lá cada pessoa pode ser exatamente como é, sem máscaras e será aceita, compreendida, será nutrida de todas as formas e fortalecida em sua caminhada.

Recomendo este curso a todas as pessoas, porque afinal somos educadores em algum momento de nossas jornadas. Trocamos, facilitamos e aprendemos o tempo todo…

Hoje eu amo o trabalho que faço, porque tem o que acredito ser um propósito maior nele e aplico muito do que aprendi no curso. Podemos começar do ponto em que estivermos, com o que temos e o que sabemos… A transformação começa por você. Se sentiu o chamado para estar lá, então vá. Um novo horizonte se abrirá, muito maior do que possa imaginar..”

Karen Hosomi Teramae, 27 anos, Ecóloga

 

“Para mim foi muito importante para eu conseguir relacionar o conteúdo escolar com a natureza, com o contato com a natureza. Ouvir os exemplos da Humanaterra de como atuam nas escolas, o acompanhamento que fazem, a relação com as crianças, isso foi muito inspirador! Me marcou o modo como os facilitadores abordaram a importância de respeitar o tempo da natureza, os imprevistos que naturalmente ocorrem, pois são coisas que só se aprende fazendo. Na parte prática foi muito interessante vivenciar as atividades para diferentes faixas etárias, e não só falar sobre, mas fazer junto, é muito importante ter a experiência mesmo. Sobre o perfil do educador foi muito interessante refletir onde eu me encaixo, onde eu preciso trabalhar mais. Eu recomendo porque dá recursos práticos de como usar a natureza na educação e exemplos de como a Humanaterra faz isso. O livro Horta Escolar eu recomendo muito, contém muitos exemplos e mostra como as pessoas envolvidas receberam isso, como reverberou nas pessoas, o livro pode ajudar vários profissionais da área.”

Marina Siracusa, 31 anos, Pedagoga Social

 

 

 

INVESTIMENTO

A Humanaterra está investindo na sua hospedagem, alimentação completa, material didático e certificado.

Para contribuir com o Sítio Humanaterra e em troca da sua participação, você deve levar dois itens da lista abaixo (especifique quais vai levar na ficha de inscrição):

  • 1L de óleo de girassol

  • 1kg de Arroz Integral

  • 1 kg de farinha de trigo branca tradicional

  • 500g de trigo para kibe

  • 500g de aveia em flocos

  • 1kg de farinha de trigo integral

  • 1kg de feijão carioca

  • 1 Kg de açúcar mascavo ou demerara

  • 1 kg de café

  • 1 kg de sal marinho

Clique e preencha agora sua ficha de inscrição

 

 VAGAS LIMITADAS!

INSCRIÇÕES ATÉ 21/9

 Se necessário, haverá seleção.

By | 2017-08-29T13:19:36+00:00 agosto 21st, 2017|Categories: Cursos|0 Comments

Leave A Comment